Há algumas semanas Johann terminou de ler sua Bíblia inteira pela primeira vez.

Como de costume, fazemos algo especial para celebrar.

Naquele mesmo dia fomos para uma sorveteria, como já postamos anteriormente.

Hoje ele me veio relembrar que os irmãos dele ganharam um presente…

Pois bem, eu levei ele (e os outros queriam vir juntos) para a loja onde haveriam brinquedos. Prevendo o que aconteceria ( o que é comum entre crianças ), de que os outros menores iriam repetidamente pedir algo também – logo lembrei e apliquei as regras de loja.

Fizemos o acordo de que hoje era dia do Johann. Desta forma, eu não queria ouvir ninguém mais pedindo nada.

“Estamos de acordo?”, perguntei. Prontamente disseram: Ok!!

Andamos, olharam e mexeram varias coisas. Mas na hora de ir, fomos sem reclamação, choradeira, birra ou criança se esperneando no chão.

Olivia disse com um grande sorriso: “viu papai, eu não pedi nada!”

Lhes afirmei, agradeci e relembrei o porque eu tenho prazer de levar todos eles de uma vez só para qualquer lugar – sem preocupação.

Aquela pequena de 5 anos sorria vitoriosa de si mesma. A pequena de quase 3 só observava, ouvia e aprendia.

Hoje foi um dia de relembrar que vale a pena investir na vida deles, dia após dia.

Para pensar

  • Quais são os motivos que os impede de celebrar a benção do irmão?
  • O que podemos fazer para evitar ciúmes entre irmãos?
  • Quais coisas você tem sido abençoado(a) de ver como frutos de seus esforços como pai/mãe?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *