Perguntas e Respostas- O Que Fazer Quando As Finanças Não Alcançam??

“Já aprendi a contentar-me com o que tenho.  Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade.  Posso todas as coisas naquele que me fortalece…. O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.  Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo o sempre. Amém!” Filipenses 4:11-13, 19-20

RECEBEMOS UM E-MAIL E, COM A PERMISSÃO DELA, COMPARTILHO COM VOCÊS. POIS TEMOS RECEBIDO OUTRAS MENSAGENS PARECIDAS, E CREIO QUE É UMA LUTA QUE MUITOS ENFRENTAM. ESPERO QUE SEJAM ENCORAJADOS! 

Boa noite Elizabeth.

Tenho acompanhado seu trabalho pela internet desde 2015 quando eu tinha apenas dois filhos. Eu trabalhava fora e um deles já estava na escola desde os dois anos.

Aos poucos Deus foi agindo em minha vida e a do meu marido. E fui entendendo a importância de estar presente na vida de meus filhos e assim deixei um cargo de 9 anos para assumir meus filhos e o lar.

A melhora nas crianças foi significativa —  meus filhos não ficaram mais doentes. São calmos, educados, inteligentes e se amam. Depois deles tive mais duas meninas.

No entanto, nossa vida financeira ficou bem caótica, temos dependido de ajudas, não temos perspectivas de melhora, a cada dia estamos mais pobres e o medo de algo faltar para os nossos filhos está sempre a espreita.

Estávamos decididos a não ter mais filhos, quando recebi a notícia de que estou grávida novamente.

Não me sinto feliz, estou preocupada demais, achando que Deus se esqueceu de nós. Por quê nós enviou uma criança numa situação financeira tão ruim?

Estou de 9 semanas e só meu marido sabe. Preciso de ajuda… não quero perder minha fé em Deus. Mas está difícil acreditar que as coisas vão melhorar.

Tenho duas faculdades, e hoje dependo de ajuda. Sei que haverá muito julgamento quanto ao novo bebê, e não estou pronta para enfrentá-lo. Serão 5 filhos em 7 anos.

Preciso de uma palavra amiga.
Que Deus a abençoe.

 

RESPOSTA DA ELIZABETH:

Querida amiga, 

Li sua mensagem alguns dias atrás e fiquei orando por você,  para que o Senhor me dê uma resposta para te escrever. Me levou a pensar muito! Lembrei da época em que eu fiquei grávida do nosso quinto filho. Realmente foi uma das épocas mais apertadas financeiramente, mas já tínhamos passado por outras parecidas, rsrs. Isso nunca me levou a duvidar a “sabedoria” de ter outro filho, pois eu entendo que Deus é grande o suficiente para cuidar de TODOS que Ele envia. Tempos apertados passarão, porém nossos filhos são eternos!!!!! 

Mas…. além desse tipo de ânimo, algumas coisas vieram a mente que talvez poderiam te ajudar. Eu escrevo sem saber absolutamente nada da sua vida, fora o que tinha na tua mensagem, então se algumas coisas não são aplicáveis, deixe para lá. 😉 

A primeira coisa é:  VIVER DENTRO DAS TUAS POSSIBILIDADES

Nós temos desenvolvido esta “arte” muito bem ao longo dos anos, rsrs.  Mas realmente me surpreendo ao ver muitas famílias sem muitas condições fazendo escolhas financeiras que não me parecem ser sábias. Vou dar alguns exemplos da nossa vida:

Nesta época, nunca comíamos em restaurante, nem lanchonete “barato”. 

Nunca pedíamos pizza, nem marmitas. 

Nunca comprávamos refrigerante, suco de caixinha, salgadinhos, Danone, etc… 

Comíamos bem simples – arroz, feijão, batata, ovo, carne moída (de segunda!), franguinho, legumes e frutas que estavam na promoção. Comíamos BEM, saudavelmente, e simples. Com criatividade, se pode ter refeições deliciosos com comidas bem simples. Sempre buscando promoções!!

Recusávamos parcelar qualquer coisa para evitar entrar em dívidas e a carga financeira ficar mais pesada mensalmente. A única exceção foi pelo carro. Mesmo assim, esperamos um ano para comprar, tentando juntar uma boa entrada num carro usado, e depois fizemos de tudo para quitar quanto antes. Dívida é ruim! (Pode ver isso na Palavra de Deus!)

Nunca deixávamos de convidar pessoas para casa, mas nunca era para um churrasco! Era para um cachorro quente, ou para um “buraco quente” – o jeito que santistas chamam carne moída no pão francês! Ou coisas parecidas que dá para alimentar uma turma grande por R$20,00, ao invés de ser R$200,00 – como vemos muita gente fazer. Se tiver condições, tudo bem. Mas se o tempo está apertado, não vejo razão de usar dinheiro desse jeito. 

Não tínhamos “ajuda” em casa, de babá ou faxineira. Foi bom treinar os filhos a ajudarem. 

São alguns exemplos para que possa entender de como vivíamos bem simples, mas bem felizes! 

Eu acreditava TANTO na minha escolha de estar em casa, que nem pensava que era um “sacrifício” viver desse jeito. Apesar de que, não tenho nada contra a mulher que se dedica à casa fazer algo de “bico” também.  Eu tenho vendido pão para fora, tenho vendido costura para fora, e na época que engravidei de número 5, eu estava fazendo bicos de fotografia, apesar de não divulgar muito. Mas parecia que Deus mandava um bico bem na hora certa, sempre! 

Eu tenho a habilidade de fazer muito mais dinheiro do que estávamos fazendo ao longo dos anos… eu sempre sabia disso, mas nunca me chamou a atenção comparando com o que estaria perdendo. Eu conheço gente que fez uma escolha parecida com a sua, que teve que mudar drasticamente o estilo de vida – em alguns casos até de mudar de casa – para conseguir. Mas todos dizem que valeu a pena… 

A segunda coisa: VIVER ALEGRE E AGRADECIDO DENTRO DAS TUAS POSSIBILIDADES

A nossa atitude faz toda a diferença. Estamos reclamando, murmurando, se queixando das “dificuldades”… ou estamos alegres com cada coisa que o Senhor providencia? 

Vou lhe dar um exemplo, também da minha 5a gravidez.  Eu não tinha roupas de grávida, já que estávamos no Brasil e as roupas ficaram nos EUA. E não tinha condições de comprar. Primeiro, uma vizinha em deu duas calças jeans de grávida, que me serviam perfeitamente! Fiquei MUITO feliz, e vi a provisão de Deus através disso! 

Mas…. chegou o verão e eu estava com muito calor…. O que fazer? Eu tinha uma maquina de costura que havia trazido dos EUA, mas eu achava tecido no Brasil muito caro… não tínhamos condições de comprar.  Mas, um dia achei uma pequena loja de retalhos! Imagine minha felicidade!!!  Era muito barato, mas por serem retalhos, nenhum pedaço era grande o suficiente para fazer uma roupa inteira. (Eu queria especialmente fazer vestidos fresquinhos de verão.) Então, me diverti juntando tecidos que combinavam, imaginando como que eu faria para dar certo para um vestido! E deu certo! E consegui fazer alguns vestidos e algumas camisetas, por menos de R$5 por peça!!!  Eu não fiz isso me achando pobrezinha nem coitada…. Fiz com TANTA alegria por ver a provisão de Deus desta forma! Que maravilha! Ele havia dado a perfeita provisão das roupas que eu precisava!! (Estou incluindo algumas fotos das minhas criações 🙂 ) 

Proverbios 15:15 disse que “todos os dias do aflito são maus, mas o de coração alegre tem um banquete contínuo.” (NVI disse que “está sempre em festa.”)

A diferença está na atitude! A batalha realmente está na mente! 

Podemos continuar a conversa, se quiser. São os pensamentos que me vieram enquanto orava por ti. Espero ter ajudado. 

Super beijo e parabéns pela LINDA benção que Deus tem confiado à sua família! Que alegria! Que milagre! 

Com carinho,

Elizabeth

 

 

A RESPOSTA (RESUMIDA) DELA:

Boa tarde, Elisabeth.

Que bálsamo receber suas palavras. Senti-me muito alegre.

Neste dias também tenho acompanhado a série : “A Videira Frutífera” dos devocionais “Inspiração do Dia” e os textos tem ajudado a mim e ao meu marido.  Entendi que enquanto minha fé estiver em mim mesma, tudo dará errado mesmo e só verei frustrações a frente. Falta-me a sabedoria e o discernimento que tenho aprendido a observar outras famílias cristãs como a sua! Quero aprender, que Deus me ajude.

Foi muito bom falar com você e tenho sentido uma tímida alegria por esta nova benção que completa 10 semanas em meu ventre.

Que o Senhor abençoe seus dias, sua família e seu ministério.

Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *