“Qualquer indivíduo pode gerar um filho, mas se requer um verdadeiro homem para ser um pai.”

Estatísticas da Falta de Pai

71% de adolescentes grávidas não tem pai
63% de suicídio de jovens vem de lares sem pai
85% de todas as crianças que apresentam desordem comportamental vem de lares sem pais
80% de estupradores vem de lares sem pais
71% de todos os casos de abandono escolar no ensino médio vem de lares sem pais
85% de todos os jovens em prisões vem de lares sem pais
Crianças sem pais tem duas vezes mais chances de abandonar os estudos
duas vezes mais chances de terminar na cadeia
Quatro vezes mais chances de precisar de ajuda para problemas emocionais ou comportamentais
Pesquisadores da Universidade de Columbia descobriram que crianças que vivem em lares onde existem ambos pais e mães mas que tem um relacionamento pobre com o pai, tem 68% mais chances de fumar, beber ou usar drogas do que outros que vivem em lares com ambos os pais.
Por isso não basta apenas existir, mas um pai que se envolve faz TODA a diferença.

E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.
Malaquias 4:6

Em uma preparação para um retiro de homens, enquanto estudava o tema de pais e filhos, cheguei a este texto que me chamou muitíssimo a atenção. Especialmente porque se encontra como o último versículo do Antigo Testamento.

“What?!?”, pensei.

Meditando nele, contemplei as várias possibilidades de “fechar” o AT (tal qual como o temos hoje, e cremos que Deus assim o quis).

Comecei a sonhar na possibilidade de terminar com outro mar se abrindo, ou quem sabe um abismo…Por que não cometas por todo o céu ou algo “grandioso” como são as Grand Finales de importantes eventos, shows ou fogos de artifício de final de ano.

Besteiras à parte… (para você ver que Deus é misericordioso com a gente!)

Mas Deus prefere terminar falando sobre aquilo que ele considera muito importante e grandioso: coração dos pais se convertendo aos filhos e o coração dos filhos se convertendo aos pais. E prossegue para mostrar o quão sério é isso: para que eu não venha e fira a terra com maldição.

Ponto final.

Quando olhamos para o AT através das lentes multigeracionais, ou seja, procurando ver a importância de passar o legado divino para a geração seguinte, descobrimos quanto sofrimento foi passado de geração a geração simplesmente pelo fato de pais não terem se focado em passar o conhecimento de Deus para seus filhos.

…e a geração dos filhos cresceu sem conhecer a Deus,
nem o que Deus havia feito por eles.

Mas este versículo será assunto para os próximos emails, senão não haverá fim e continuará…”até a próxima geração”   😀

Quando se fala da próxima geração, parece algo longe. Mas para muitos, os próximos 5 anos poderão ser cruciais na direção do caminhar de seus filhos.

Você já parou para pensar na maneira que você e sua geração tem impactado o mundo de seus pais, e de seus filhos também?

“Para o Deus multigeracional, pais e filhos cujos corações estão conectados é muito mais importante do que imaginamos.”

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *