“Boletim Escolar” Para Pais

“Se vocês são sábios e inteligentes, demonstrem isso vivendo honradamente, realizando boas obras com a humildade que vem da sabedoria. Mas, se em seu coração há inveja amarga e ambição egoísta, não encubram a verdade com vanglórias e mentiras. Porque essas coisas não são a espécie de sabedoria que vem do alto; antes, são terrenas, mundanas e demoníacas. Pois onde há inveja e ambição egoísta, também há confusão e males de todo tipo. Mas a sabedoria que vem do alto é, antes de tudo, pura. Também é pacífica, sempre amável e disposta a ceder a outros. É cheia de misericórdia e é o fruto de boas obras. Não mostra favoritismo e é sempre sincera. E aqueles que são pacificadores plantarão sementes de paz e ajuntarão uma colheita de justiça.”

Tiago 3:13-18

Esta passagem me fez pensar em nossa conduta como pais, tentando criar nossos filhos nos caminhos da justiça. Será que nossas ações procedem da sabedoria que vem do alto? Ao ler o que Tiago escreveu, podemos examinar se a “sabedoria” que usamos para com nossos filhos e nosso cônjuge vem do alto ou não.

Consideremos:

– Como pais, estamos agindo com os mais puros motivos?

– Estamos promovendo a PAZ? (*Mesmo na hora onde a correção se faz necessária.)

– Estamos sendo amáveis, compreensivos, tratáveis? (*Ser autoridade no lar é diferente de ser autoritário.)

– Estamos dispostos a ceder ao outro? Principalmente ao Senhor e seu senhorio, e também ao cônjuge?

– Estamos sendo teimosos, mesmo quando erramos? Nossa atitude é cheia de misericórdia? (Devemos nos lembrar, ao tratar com nossos filhos, a atitude de misericórdia que Deus nos mostra ao tratar conosco quando falhamos e fracassamos.) – Estamos vendo bons frutos do nosso trabalho?

– Estamos mostrando parcialidade ou favoritismo? Preferindo um filho “mais bonzinho”? Preferindo nosso tempo de lazer ao invés de nos dedicar ao trabalho (às vezes árduo) de educar/treinar nossos filhos no caminho que devem andar?

– Estamos sendo sinceros e sem hipocrisia diante dos nossos filhos? Lembre-se que eles estão nos observando! E irão rejeitar a nossa “sabedoria” se detectam alguma hipocrisia.

Vejamos que no final do capítulo de Tiago mencionado acima, há uma promessa! Se nós, como pais, somos pacificadores dentro dos nossos lares, plantando sementes de paz dia após dia no treinamento dos nossos filhos e ao inculcar a Palavra de Deus nos corações deles, iremos ajuntar uma colheita de justiça! Aleluia!!!!!!

E, se ao considerar esta lista, nos damos conta de que não estamos agindo conforme a sabedoria que vem do alto. O que podemos fazer? Em primeiro lugar, precisamos nos arrepender. Se não estamos agindo pela sabedoria que vem do alto, Tiago diz que nossa “sabedoria” é terrena, mundana e demoníaca. Palavras fortes! Peçamos perdão de Deus, que é a fonte de toda sabedoria e misericórdia.

Em segundo lugar, lembremos a LINDA promessa em Tiago 1:5: “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida.” É só pedir! Se tão somente pedirmos a Deus, Ele promete dar liberalmente a sabedoria que vem do alto!

Oração: Senhor, eu preciso de sabedoria! Eu quero poder me conduzir dentro do meu lar com a sabedoria que vem do alto, cheio de misericórdia, sempre amável, pacífico e cheio de bons frutos. Que meus filhos possam crescer neste terreno semeado de paz, e que possamos ajuntar uma grande colheita de justiça em nosso lar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *